Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

andanhos

andanhos

Palavras Soltas... Maria José e a lição das 4 Estações do Ano

 

 

PALAVRAS SOLTAS...

 

MARIA JOSÉ E A LIÇÃO DAS 4 ESTAÇÕES DO ANO

FB_IMG_1514977590321

Faz hoje exatamente 5 anos que uma amiga valenciana dos quatro costados, que em 2008 conhecemos quando faziamos o Caminho Francês de Santiago, acompanhada de seu filho, então adolescente, Adrien, mandava-nos uma apresentação (em power point) com o título «As 4 Estações do Ano».

 

Não vamos aqui agora reproduzir a aprersentação.

 

Resumamo-la apenas, assim:

 

 

Um homem tinha quatro filhos.


Querendo que todos aprendessem a não julgar as coisas tão rapidamente, e só pelas aparências, enviou, cada um deles, por turnos, observar, num pomar, uma pereira, que se encontrava a uma certa distância.


O primeiro filho foi no inverno; o segundo, na primavera; o terceiro, no verão e, o mais novo, no outono.


Depois do regresso de todos, chamou-os e pediu-lhes que descrevessem o que tinham visto.


Assim, o primeiro filho mencionou que a árvore era horrível, dobrada e retorcida.


O segundo afirmou que não, pois estava coberta com rebentos verdes, cheios de promessas.


O terceiro filho não esteve de acordo com os dois anteriores e disse que estava carregada de flores, que tinha um aroma muito doce e que a achava formosa, enfim, era a coisa mais cheia de graça que jamais tinha visto.


O último dos filhos, não estando de acordo com nenhum dos irmãos, disse que estava madura, pejada de frutos, cheia de vida e satisfação.


Então, após a versão de cada um de seus filhos, o pai explicou-lhes que todos os quatro tinham razão porquanto, cada um deles, apenas tinha visto apenas uma das estações da vida da árvore. E concluiu, dizendo a todos eles que não deveriam julgar nenhuma árvore, ou qualquer pessoa, simplesmente por uma temporada ou período da sua vida. A essência do que as pessoas são, o prazer, o regozijo e o amor que vem com a vida só pode ser medida no final, quando todas as estações tiverem passado. Se vos dais por vencidos no inverno, tereis perdido a promessa da primavera, a beleza do verão e a satisfação do outono.


Não deixeis que a dor de uma estação destrua as restantes. Não julgueis a vida somente por uma estação difícil.


Aguentai com bravura as dificuldades porque, logo, disfrutareis dos bons tempos.

Apenas o que preserva encontra uma manhã melhor, radiante.

 

Obrigado, Maria José Tronchoni pela lição de vida que quiseste partilhar comigo; pela companhia e pela tua amizade que, ao longo dos anos, tens mantido connosco, pese embora a distância que nos separa.

 

Bom Ano 2018

 

nona

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

StatCounter


View My Stats

rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar
blog-logo

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

A espreitar

online