Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

andanhos

andanhos

Memórias de um andarilho - Parque Nacional da Peneda-Gerês:- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês

 

 

 

MEMÓRIAS DE UM ANDARILHO

 

PELO PARQUE NACIONAL DA PENEDA-GERÊS (PNPG)

01.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (238)

 

TRILHO DO SOBREIRAL DA ERMIDA DO GERÊS

 

12.abril.2018

 

 

 

 

Quatro horas de serra.

De vez em quando gosto de por à prova

a fibra herdada dos maternos avós almocreves,

para que lá na eternidade não se sintam atraiçoados

Junto dos paternos cavadores,

que rememoro como posso diariamente.

Meti a direito pelos fraguedos,

e foi até o corpo dizer basta.

Gargantas temerosas que engolem o tempo e o silêncio, e que o vento –

respiração da natureza – atravessa a uivar,

ribeiros que se despenham nos abismos num ímpeto lírico e suicida,

lagoas límpidas e secretas onde ninguém lava a impureza.

Graníticos e orgulhosos, os píncaros viam-me aproximar e cerravam a catadura.

Mas levei ao alto de todos a minha cordialidade humana.

Por honra da firma, como já disse,

e por serem a única grandeza de Portugal com que apetece a gente medir-se.

 

Gerês, 26 de Agosto de 1958

Diário VIII, Miguel Torga

 

 

 

Ermida do Gerês, aldeia serrana do Parque Natural da Peneda-Gerês, pertencente à freguesia de Vilar da Veiga, está situada a 550 metros de altitude.

 

Desta aldeia, começa e acaba um percurso pedestre de Pequena Rota – PR 14, de caráter ambiental e paisagístico, das Terras do Bouro, com a designação de Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês

 

O nome deste trilho prende-se como facto de, ao longo do percurso, existir, na paisagem montanhosa, um sobreiral.

 

Para além da paisagem so sobreiral, este trilho tem também como motivos de interesse a célebre cascata do Arado e os currais utilizados pelos pastores, quando prartica(va)m a(s) vezeira(s), trazendo, para a montanha, no período do verão, o gado.

 

Chegados à Ermida do Gerês, no largo, onde existe um posto de informação, fechado,

02.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (11)

 

e, pertinho, a Casa Florestal,

03.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (2)

Subimos ao miradouro.

04.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (4)

Daqui observámos parte da aldeia com os seus lameiros, a linha de horizonte com as cumeadas da serra do Gerês

05.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (5)

e a sua respetiva igreja.

06.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (6)

Depois de nos termos dirigido a um pequeno super para nos abastecermos de víveres para a caminhada do dia, enveredámos pelo bosque, essencialmente constituído por pinhal, por meio de um estradão.

07.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (17)

Nas proximidades de um parque aventura - «Selvagem Aventura» - por entre arvoredo, eis a paisagem que se vislumbra.

08.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (18)

Na nossa linha de horizonte, a aldeia da Ermida do Gerês.

09.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (24)

No «Selvagem Aventura», por entre penhascos, o Gerês com toda a sua imponência e rudeza granítica.

10.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (28)

Florens para a apreciar a paisagem. Até parece um pastor do local!

11.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (31)

E continuámos pelo estradão, em subida suave,

12.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (34)

até que nos cruzámos com três garranos

13.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (44)

e, em pleno pinheiral, por entre pedregulhos, uma cabra montesa.

14.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (47)

A partir daqui,

15.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (42)

começámos a descer, com este cenário em frente,

16.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (49)

ao encontro da estrada do Arado, passando pela Fonte do Arado,

17.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (54)

cruzando-nos com o pastor Paulo, com o seu cãozito, num merendeiro, rodeado de cupressos,

18.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (57)

e passando ainda pela Fonte da Chã do Arado.

19.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (58)

Começámos este trilho a chover. E, ao longo do mesmo, a chuva não parou.

 

Nas proximidades da ponte do Arado,

20.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (65)

começou a chover ainda mais intensamente.

 

Pelos montes, formavam-se abundantes regos de água,

21.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (61)

debitando o seu caudal ao rio Arado.

22.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (66)

Enquanto subíamos as escadas para nos posicionarmos no miradouro da cascata do Arado,

23.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (75)

Florens, ficava por debaixo de um dos arcos da ponte do Arado, protegendo-se da chuva, para mudar de roupa, pois estava todo encharcado.

24.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (77)

Deixamos aos nossos leitores 5 cenários da cascata do Arado.

25.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (114)

(Cenário I)

26.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (91)

(Cenário II)

27.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (119)

(Cenário III)

28.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (107)

(Cenário IV)

29.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (111)

(Cenário V)

Saídos do miradouro da cascata do Arado, por estradão,

30.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (147)

passando ao lado da Fonte das Letras,

31.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (149)

por um pinheiral e um vidoedo,

32.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (152)

fomos ter ao curral da Malhadoura, com um pequeno merendeiro, sob enormes fraguedos,

33.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (166)

a Fonte da Malhadoura,

34.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (174)

e o abrigo dos pastores.

35.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (172)

Saímos do curral da Malhadoura, continuando pelo estradão,

36.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (180)

 passando pelo Forno da Ribeira e indo até à Tribela.

36a.- Trilho do Sobreiral da Ermida (Samsung) (65)

Continuava a chover copiosamente.

37.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (183)

Passámos pela Fonte da Malhadoura

38.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (181)

e pelo curral dos Portos,

39.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (186)

com uma construção relativamente recente.

40.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (187)

Logo a seguir, seguindo orientação para sul, a partir de Tribela, entrámos em pleno sobreiral, iniciando uma longa descida que nos levará, pelo Carvalhal Escuro, a atingirmos a estrada Ermida/Fafião.

41.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (199)

(Cenário I)

42.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (206)

(Cenário II)

43.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (225)

(Cenário III)

Aproximámo-nos do curral das Cortes.

44.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (192)

O curral das Cortes fica já em pleno sobreiral.

45.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (213)

(Cenário I)

46.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (219)

(Cenário II)

47.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (220)

(Cenário III)

48.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (224)

(Cenário IV)

Florens, qual pastor celta, em pose de guarda, no «seu» abrigo.

49.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (222)

Continuámos nosso percurso pelo sobreiral abaixo.

50.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (233)

(Cenário I)

51.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (240)

(Cenário II)

52.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (244)

(Cenário III)

53.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (250)

(Cenário IV)

A determinada altura, na descida, vislumbrámos o encontro do rio Arado com o rio Fafião.

54.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (253)

Enquanto descíamos, encontrámos o amigo Argentino, de Fafião, casado com uma senhora da Ermida do Gerês. Acompanhava-o a cadela Pála.

55.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (266)

Andava a guardar o seu gado, mas, quer a cadela Pála, quer o pachorrento cão pastor, já andavam cansados:

55a.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (277)

andava por ali um corço, mas não o conseguiram apanhar. As buscas foram em vão!

 

Antes de chegarmos à estrada da Ermida/Fafião, eis uma lama (chã) da Ermida do Gerês.

56.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (274)

Chegados à estrada,

57.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (280)

a determinada altura, o senhor Argentino, que agora nos acompanhava, com o seu cajado, aponta para uma pedra, com uns dizeres quase ilegíveis e diz-nos: aqui são os limites de Terras de Bouro (Ermida do Gerês) e de Montalegre (Fafião).

58.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (288)

O amigo Argentino, depois de ultrapassarmos a estrada, indica-nos o percurso que devíamos seguir pelo bosque,

59.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (296)

acompanhando-nos, bosque dentro,

60.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (306)

até determinada altura.

 

Aqui nos despedimos do senhor Argentino, que, posta a conversa em dia, a propósito da vida de cada um,

61.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (291)

foi saber do seu gado. E nós, fomos estradão fora,

61.-2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (312)

acompanhados pelo bosque, essencialmente de carvalhos,

63.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (315)

fomos em direção à Ermida do Gerês, passando pela ponte de Relvas

64.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (316)

sobre o rio Arado.

65.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (323)

(Cenário I)

66.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (351)

(Cenário II)

67.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (356)

(Cenário III)

A partir da ponte de Relvas, foi uma curta, mas penosa subida, até à aldeia de Ermida.

 

Ao chegarmos à aldeia, encantou-nos este lameiro, com este penedo e a vinha de forcado.

68.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (371)

Vejamos o penedo um pouco mais de perto.

69.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (372)

bem como as lamas.

70.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (374)

Rapidamente atravessámos a aldeia.

71.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (386)

Continuava a chover abundantemente.

 

Ultrapassado este espigueiro,

72.- 2018.- Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês (384)

o que mais desejávamos era encontrar um café aberto. Estávamos todos encharcados de água da chuva.

 

Felizmente estava um café aberto.

 

Entrámos. Mudámo-nos. Tomámos uma bebida quente.

 

Nunca tínhamos feito um percurso com tanta chuva!

 

Os caminhos florestais que percorremos, permitiu-nos apreciar locais de beleza paisagística, como a cascata do Arado, os currais utilizados pelos pastores, e um bonito sobreiral, sobranceiro aos rios Arado e Fafião.

 

Foi, apesar da chuva, um dos percurso mais bonitos que fizemos.

 

Apresentam-se os dados técnicos, como a distância e horas que levou o percurso,

73.- IMG-20180704-WA0001

bem assim a velocidade e a elevação.

74.- IMG-20180704-WA0002

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

StatCounter


View My Stats

rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar
blog-logo

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

A espreitar

online