Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andanhos

29
Mai20

Memórias de um andarilho - Caminhadas nas vias férreas portuguesas abandonadas - linha do Sabor - 6ª etapa - Mogadouro-Sanhoane

andanhos

 

MEMÓRIAS DE UM ANDARILHO

  

CAMINHADAS NAS VIAS FÉRREAS PORTUGUESAS ABANDONADAS

  

LINHA (DE CAMINHO DE FERRO) DO SABOR

6ª ETAPA:- MOGADOURO-SANHOANE

(30.abril.2012)

01.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (12)

(Estação de Variz)

Como já demos conta, estamos a seguir esta Linha do Sabor no sentido ascendente, do Pocinho para Duas Igrejas. Embora esta etapa - de apenas 9 Km -, apareça como a , na verdade, em termos reais, ela foia a , depois de termos efetuado Pocinho-Torre de Moncorvo; Torre de Moncorvo- Freixo de Espada à Cinta e Freixo de Espada à Cinta-Lagoaça, feitas, respetivamente, de 2 a 4 de abril de 2012. As etapas Bruçó-Lagoaça e Mogadouro-Bruçó, feitas respetivamente a 28 e 27 de junho, no sentido descendente, mas que aparecem nas reportagens feitas em sentido ascendente, ou seja, Lagoaça-Bruçó e Bruçó-Mogadouro, pelas razões expostas nas respetivas reportagens neste blogue, embora aparecem como e , porque feitas posteriormente, deveriam aparecer com e , respetivamente.

 

Não acontece assim, porquanto – e como já explicámos – estamos a seguir a lógica da Linha percorrida em sentido ascendente, tal como a iniciámos.

 

Como também já demos conta, estas últimas três etapas, que percorremos de Mogadouro até Duas Igrejas, foram realizadas sozinho e com o apoio logístico de nosso filho que, nesta altura estava em serviço na Barragem de Picote e alojado em Miranda do Douro.

 

***

 

Foi uma caminhada feita em pleno Planalto mirandês na qual não  nos cruzámos com viv’alma de gente. Apenas a primavera em plena força.

 

Num silêncio profundo apenas quebrado pelos sons dos animais – principalmente aves – percorrendo os céus e embrenhando-se nas árvores e arvoredos.

 

Uma caminhada convidando à paz e tranquilidade de espírito. E a reflexão. Sobre a Natureza. Sobre o Homem. Sobre o que o homem faz na Natureza. Sobre o pouco respeito que temos pelo legado dos nossos antepassados. Pelo suor que tiveram de verter para que o dito Progresso aqui também chegasse, pago a peso de ouro pelos – sempre os mesmos – coitados. Os quais, a páginas tantas, em desespero de causa, outro remédio não tiveram senão que abandonar as poucas e parcas leiras que trabalhavam. Saíram do «berço» onde nasceram, procurando uma vida melhor noutras paragens por esse Mundo fora, principalmente dessa Europa dita rica, e que, invariavelmente, todos os anos aqui regressam para matar saudades da terra que deixaram e dos seus entes queridos – pouco e já idosos – que ainda aqui resistem em viver.

 

Pobre país este!

 

Cada quilómetro percorrido era como uma espécie de fita de cinema que, no nosso íntimo, íamos observando ao longo dos diferentes cenários por onde passávamos, depois de deixarmos a Estação de Mogadouro para trás

02.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (2)

e, à medida que dela nos afastávamos, a observávamos de longe.

03.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (18)

Em pouco tempo, e compenetrado nas nossas cogitações, só interrompidas por um ou outro obstáculo,

04.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (5)

passávamos pela estação de Variz.

 

Deixamos aqui quatro perspetivas desta bonita, embora singela, Estação,

05.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (6)

(Perspetiva I)

06.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (9)

(Perspetiva II)

07.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (11)

(Perspetiva III)

08.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (10)

(Perspetiva IV)

e mais dois pormenores da mesma, nos quais, aqui, é o bonito azulejo que sobressai.

09.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (15)

(Pormenor I)

10.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (16)

(Pormenor II)

Fizemos uma pequena paragem técnica em Variz para nos hidratarmos, comermos frutos secos e ver a sua Igreja.

11.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (17)

E continuámos: ora observando os diferentes cenários do planalto,

12.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (19)

(Cenário I)

13.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (24)

(Cenário II)

14.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (22)

(Cenário III)

15.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (27)

(Cenário IV)

16.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (23)

(Cenário V)

17.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (20)

(Cenário VI)

ora o trilho  percorrido do canal da Linha.

18.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (21)

(Trilho I)

19.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (25)

(Trilho II)

20.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (26)

(Trilho III)

21.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (28)

(Trilho IV)

O tempo das giestas floridas, por estas paragens, e nesta altura, já tinha passado.

 

No meio do silêncio do planalto, chegávamos a Sanhoane.

22.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (29)

Combinámos com o Tópê, nosso filho, que nos encontraríamos nesta paragem de autocarros.

23.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (30)

Enquanto Tópê não chegava, demos uma pequena volta à aldeia. Nela se destaca a sua Igreja Matriz.

24.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (32)

Observámos o seu velho e casario tipicamente transmontano,

25.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (34)

(Perspetiva I)

26.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (35)

(Perspetiva II)

despedindo-nos deste quadro rural, enquanto íamos para a «Paragem» ao encontro de nosso filho.

27.- 2012 - Linha do Sabor -Mogadouro-Sanhoane (36)

Foi, positivamente, uma caminhada suave, em pleno planalto, sentindo-nos do topo do mundo, e em completa reflexão sobre nós, a Natureza e a condição Humana.

 

Apresentamos o diaporama desta etapa realizado em março de 2013.

 

LINHA DO SABOR – 6ª ETAPA:- MOGADOURO-SANHOANE

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Na verdade...Um grande abraço,A. Souza e Silva

  • Vagueando

    Concordo plenamente consigo quando refere que a pa...

  • Joaquim Machado

    TERRA DE MEUS PAIS[

  • Anónimo

    Gostei muito da descrição. Faço só o reparo em rel...

  • Anónimo

    Passei alguns dias nessa casa no Verão de 1990, qu...

A espreitar

online

rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
blog-logo