Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andanhos

andanhos

Memórias de um andarilho - Caminhada na linha do Corgo - Vidago-Sabroso

 

 

MEMÓRIAS DE UM ANDARILHO

 

CAMINHADAS NAS VIAS FÉRREAS ABANDONADAS

 

LINHA (DE CAMINHO DE FERRO) DO CORGO
(Vidago-limite do concelho de Chaves)


Dizíamos no post de 21 de janeiro passado, nas «Memória de um andarilho» - Caminhadas nas vias férreas abandonadas - Linha (de Caminho de Ferro) do Corgo/Chaves-Curalha, que, juntamente com os meus companheiros de caminhadas (Rui e Tó Quim), tínhamos o projeto de «palmilhar» e conhecer as vias férreas portuguesas abandonadas, a começar pela linha do Corgo.

 

Entretanto, tendo assumido levarmos a cabo os Caminhos de Santiago, na Galiza, nomeadamente o Caminho Francês, o Português e o Epílogo (Santiago de Compostela-Muxia-Fisterra), uma vez que, em 2007, já tínhamos feito os do Norte e a Via de la Plata (Caminho Sanabrês), adiámos a nossa «empresa», apenas tendo feito, em 2008, o percurso do Tâmega/Curalha-Vidago.

 

Em 2009, compromissos docentes, levaram-nos para o sul do distrito, no Douro, e aí investimos, enquanto por lá andámos, noutros trilhos e noutras linhas, com outros companheiros de caminhada, e mesmo alunos, fazendo a Calçada de Alpajares, a rede de percursos pedestres do concelho de Lamego, o percurso de Lamas do rio Olo (Alvão), a linha de caminho-de-ferro do Douro, entre o Pocinho e Barca d’Alba e entre Barca d’Alba e Fregeneda (Salamanca/Espanha), e a linha do Tua, enquanto, no mês de Janeiro, com dois amigos lisboetas, fizemos as levadas da Madeira e, no mês de maio, nos deslocámos a S. Paulo/Brasil.

 

Ainda no ano de 2009, com familiares, levámos a cabo a Geira Romana e o percurso que nos leva até à Lagoa do Marinho, em pleno Parque Nacional Peneda-Gerês.

 

Cumpridos os compromissos assumidos a sul, até metade do ano de 2010, com um grave incidente de saúde de permeio, chegou a hora de darmos cumprimento ao nosso velho projeto que tínhamos iniciado em 2008 - o de percorrer, durante um ou dois dias de cada fim-se-semana, a linha do Corgo, de Chaves à Régua.

 

Em 2008, efetuámos o percurso Tâmega/Curalha-Vidago.

 

A 10 de outubro de 2010, num domingo, continuámos o percurso pelo antigo traçado da linha, efetuando o troço Vidago-proximidades de Sabroso, no termo do concelho de Chaves, com o início do de Vila pouca de Aguiar, numa distância, sensivelmente, de 11 Km, conforme quadro que abaixo se apresenta.

00.- Sem título-1.jpg


Logo após a saída de Vidago, aproximamo-nos do apeadeiro Salus.

01.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Ao longo deste traçado, pilhas de madeiras, com travessas da linha, ou para vender, ou para queimar por alguns dos vizinhos, com casa nas proximidades do troço,

02.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

onde as abóboras não faltam, porventura para «cevar» o «requinho».

03.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Quase sem nos darmos conta, estávamos na povoação de Oura, sede da freguesia com o mesmo nome. O traçado da linha aqui tinha um viaduto, por cima do qual passa a EN nº 2.

04.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Íamos descontraídos.

 

Subimos até à povoação, até ao Largo, que, a partir da EN nº 2, lhe dá acesso.

 

No casario próximo do Largo, esta arbusto de roseira branca chamou-nos a atenção,

05.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

e contemplámos a alvura das suas flores,

06.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

bem assim um velho candeeiro de iluminação exterior de uma casa.

07.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Regressando, de novo, ao traçado da linha, e ultrapassada a povoação de Oura, o troço da mesma, em vez de continuar na direção sul, inflete para nordeste, durante um bom pedaço, para, logo de seguida, voltar a rumar a sul.

 

Conforme mapa que se apresenta,

08.- LCF.jpg

não compreendemos muito bem da ou das razões de tal inflexão: se questões técnicas; económicas ou quaisquer influências políticas de proprietários que não queriam ver as suas propriedades retalhadas e invadidas pela linha. Vá-se lá saber!...

 

O certo é que o troço faz curvas e contracurvas para, depois, num cocuruto, em diagonal, torcer, definitivamente, para sul. Uma simples visita ao Google Earth, observando esta zona, de forma ampliada, e seguindo o trajeto que se mostra no mapa atrás apresentado, confirmar-se-á o que afirmamos...

 

Enquanto íamos subindo, ziguezagueando, o troço vai-se tornando quase irreconhecível, transformando-se em pasto de arbustos autóctones, onde o medronheiro, com os seus frutos não faltam.

09.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Do alto, a vista sobre a vacaria de Oura,

10.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

e o serpentear da EN nº 2, depois da saída de Oura.

11.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Até que, envoltas em denso mato, as ruínas de uma construção

12.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

e o apeadeiro de Oura-Loivos.

13.- 79084656.jpg

Daqui, mais uma bela vista sobre Vidago e o Campo de Golfe do Palace Hotel, em fase de conclusão.

14.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

E, quase sobre os nossos pés, a povoação de Oura,

15.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

apresentando-se, por outro lado, o vale com o mesmo nome e a estrada Municipal que, de Vidago, dá acesso a Loivos.

16.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Dirigindo-nos para Sabroso, o troço mostra este estado de completa desolação, porquanto, no passado verão, um incêndio devastou esta área, deixando as árvores e os rochedos da zona afetada no estado que podemos observar

20.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

e, inclusive, tendo passado para o outro lado da EN nº 2.

20a.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

Num cruzamento do troço, no qual podemos ver esta placa de sinalização tisnada pelo calor,

21.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

decidimos dar por terminado o nosso percurso de hoje.

 

Abandonámos o troço da linha, donde se pode ver, junto à EN nº 2, um Centro de Armazenamento e Distribuição de gás da Galp

21a.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

e, nos montes contíguos, a implantação de eólicas,

21b.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

e dirigimo-nos, por um íngreme caminho, até à EN nº 2.

 

Neste local,

23.- 2010 - Caminhada Linha CP Vidago-Pedras [1º

fim do termo do concelho de Chaves e início do de Vila Pouca de Aguiar, sob a proteção de uma árvore e com a ajuda de uns bancos e umas mesas, aqui mudámos de roupa e tomámos o nosso 2º pequeno-almoço (reforçado).

 

E, pela EN nº 2, continuámos a pé até Vidago, onde um nosso familiar nos esperava para nos levar até Chaves.

 

Tratou-se de um verdadeiro passeio, este troço. Durante o percurso, a boa disposição, acompanhada de brincadeiras, reinou. Estávamos, manifestamente, bem-dispostos. E até o tempo ajudou: não houve muito frio, a temperatura era agradável, e até o sol brilhou!...

Mais sobre mim

imagem de perfil

StatCounter


View My Stats

rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar
blog-logo

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

A espreitar

online