Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

andanhos

andanhos

Ao Acaso - "La Vieja Negrilla"

 

 

AO ACASO...


Circunstâncias várias, e de força maior, que não cabe aqui escalpelizar, afastaram-nos, desde 26 de fevereiro passado, do convívio com os nossos leitores.

 

Felizmente que, agora, estão reunidas as condições para reatarmos a edição das nossas rubricas, embora não com tanta frequência como desejaríamos.

 

Praticamente reabilitado, deixámo-nos embarcar numa “onda” que, sabíamos, ser “empreitada” difícil.

 

Como não somos de fugir a um desafio quando se trata de caminhar, aceitámos a proposta.

 

Embora com certo receio - e algumas condições prévias - aceitámos o desafio que Florens, nosso sobrinho, nos propôs: fazer o Caminho (Jacobeu) do Salvador, entre León e Oviedo, numa distância de 125 a 130 quilómetros, atravessando a Montanha Central da Cordilheira Cantábrica.

 

Quando pensávamos, pela nossa parte, que os Caminhos de Santiago estavam todos percorridos, eis que aparece mais este! E, porventura, de todos os que havíamos feito, o de dificuldade mais elevada.

 

Uma das condições prévias era que - a fazê-lo - teria de ser feito “de espacio”, ou seja, devagar, ao correr das nossas atuais possibilidades e em conformidade com a logística, quer de alojamento, quer de alimentação, que o “terreno” nos oferecia.

 

E assim aconteceu. Não se tratou de uma cavalgada, percorrendo quilómetros sem fim por dia, outrossim, um verdadeiro passeio pela natureza agreste e dura que são os caminhos da Cordilheira Cantábrica.

 

Como o início do nosso percurso era León, aproveitámos a oportunidade para, ficando um pouco mais de tempo nesta cidade, a conhecermos melhor e compreender, em maior profundidade, a ligação histórica que León tem com Chaves, a antiga Aquae Flaviae.

 

Deambulando com o meu companheiro de jornada pelas ruas, monumentos e praças daquela linda cidade espanhola, ao acaso, na Praça Santo Domingo, demos com esta intrigante escultura.

2016 - Camino del Salvador - León (29).jpg

Trata-se de “La vieja negrilla”, do escultor Amancio González Andrés.

 

No El Mundo, de 9/01/2012, vem a explicação do nome dado à escultura, assim, em tradução livre:
“«La vieja negrilla» é, sem dúvida, a estátua mais estranha e humana de León. E também a mais solicitada pelos seus cidadãos/munícipes e turistas para tirar fotos junto dela. Os mais pequenos encantam-se com ela - algo que “emociona”, na verdade, a Amancio González, o artista que a criou - e muitos jovens e adolescentes converteram-se em lugar de reunião e encontro, dando-lhe nomes como “el ogro”, “el gigantón”... (...) O escultor conta que o nome «Vieja negrilla” o tomou de uma árvore gigante que há em Villahibiera de Rueda, o povo da sua infância, e que na realidade é um olmo, mas aqui, em León, aos olmos chamam-lhe negrilhos [tal como também entre nós] e, quando algum deles cresce muito, então, chamam-lhe «negrilla» (...)”.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

StatCounter


View My Stats

rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar
blog-logo

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

A espreitar

online