Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

andanhos

andanhos

Chaves através da imagem - a reportagem não aconteceu, mas a fotografia apareceu

 

 

CHAVES ATRAVÉS DA IMAGEM

 

A REPORTAGEM NÃO ACONTECEU, MAS A FOTOGRAFIA APARECEU

 

Estava programada, em meados de janeiro passado, uma reportagem fotográfica sobre as quedas de água nas ribeiras à volta da cidade de Chaves.

No dia aprazado, o céu apresentava-se plúmbeo e a chuva prometia cair a todo o instante. Mas os 3 mosqueteiros da fotografia não desistiram: estava marcado, estava marcado.

E partiram. Depois de darem uma voltas pela Veiga de Chaves, lá para os lados da Quinta da Condeixa, eis a primeira fotografia tirada, dentro do carro, com a viatura em andamento...

AZS_8262.jpg

Gallaecia:- O «Entroido» Galego em Verin

 

GALLAECIA - O «ENTROIDO» GALEGO

 

VERIN E OS SEUS «CIGARRÓNS»

DOMINGO CORREDOIRO

01.- AZS_0981.jpg

É este o «lide» da notícia que fomos respigar, transcrevendo na língua vernácula, a este sítio da internet -http://www.crtvg.es/informativos/os-cigarrons-toman-verin-no-domingo-corredoiro-1777579:

 

“Os cigarróns toman Verín no Domingo corredoiro

 

Levaban un ano agardando e hoxe, Domingo Corredoiro, os cigarróns tomaron finalmente as rúas de Verín. É en certo modo, a súa estrea nestes días de Entroido. E ó mediodía, como manda a tradición, agardaron aos fregueses á saída da misa.

 

Hoxe en Verín resulta difícil escoitar algo que non sexa o son das chocas.

 

Chega o Entroido, e son eles, os cigarróns os encargados de anuncialo. En Verín levan un ano agardando este día, eles para saír ás rúas e os veciños para disfrutalos.

 

Pero hoxe teñen ademais outro cometido, o de agardar aos fieis á saída da misa de doce.

 

Queda un día longo de troula por diante e o que é mais importante, en Verín comeza xa a conta atrás para o xoves de comadres, a multitudinaria festa das mulleres que marca o comezo dos días grandes do Entroido”.

 

Aqui fica aos nossos leitores uma pequena reportagem fotográfica deste «evento».

02.- AZS_0662.jpg

 (Casa do Concello - Concentração e saída dos «cigarróns»)

03.- AZS_0924.jpg

 (Pormenor do traje do «cigarrón»)

04.- AZS_0974.jpg

 (As «chocas»)

05.- AZS_0863.jpg

 (A partida)

07.- AZS_0934.jpg

 (Prestes a entrarem na Praça Maior)

06.- AZS_0883.jpg

 (Lindo pormenor do casario da Praça Maior)

08.- AZS_0978.jpg

 (Uma pausa até que a missa na igreja da Merced acabe)

09.- AZS_1059.jpg

 («De pequenino se torce o pepino»)

10.- AZS_1196.jpg

 (Nas imediações da Igreja da Merced)

11.- AZS_1143.jpg

 (Na porta principal da igreja da Merced à espera que a missa acabe)

Para finalizar, um pequeno vídeo com o som das «chocas» apostadas à saída da Missa da Igreja da Merced a saudar os seus crentes paroquianos que a ela assistiram.

 

Ao acaso... Pela EN nº 2 num domingo de inverno solarengo

 

AO ACASO...

 

PELA ESTRADA NACIONAL Nº 2 NUM DOMINGO DE INVERNO SOLARENGO

 

Ontem tivemos uma manha bem passada com a boa companhia dos nossos amigos Lumbudus, do outro lado da raia, e a bonita diversão dos «cigarróns», percorrendo as ruas de Verin, desde a Casa do Concello até à Praça Maior e, daqui, até se fixarem na fachada principal da Igreja de Nossa Senhora das Mercês (Igreja da Merced) para saudarem, com o som das suas «chocas» os fiéis paroquianos que assistiam à missa dominical.

 

Tivemos pena não termos almoçado em Verin, terra farta e com boas iguarias. Mas outros valores e compromissos mais altos exigiram a nossa partida para Chaves.

 

Apesar do dia ter acordado ameaçando chuva, a tarde foi-se compondo, com o sol a brilhar.

 

Nas tardes solarengas de inverno, é hábito dos flavienses, pegando nas suas viaturas, «peregrinarem» ao longo da EN nº 2. O destino costuma ser Vidago, ou para tomar um café, ou para o lanche. Outros aventuram-se uma pouco mais adiante.

 

Ontem à tarde, também não fomos exceção a este velho hábito.

 

Ao acaso, fomos indo pela EN nº 2. E parámos em Vidago. Fomos matar saudades ao Largo do Olmo onde, antigamente, alguns dos nossos velhos amigos, naquelas proximidades, por ali paravam. Sabendo que, muito naturalmente, não iriamos encontrar com quem gostaríamos de estar, mesmo assim, fizemos ali uma pequena paragem.

 

Desta nossa paragem deixamos aqui ao leitor uma casa de «pergaminhos» de Vidago.

AZS_1207.jpg

Seguindo um pouco mais à frente, demos uma volta à povoação de Oura. Este símbolo «dourado» é uma marca que, gente habituada a frequentar casas de turismo de habitação, conhece.

AZS_1212.jpg

A nossa paragem foi em Vila Pouca de Aguiar. O seu centro foi o nosso alvo. Terra asseada e limpa, com belos edifícios e esculturas de «encher os olhos».

AZS_1236.jpg

Contudo, se encontrámos uma Vila Pouca de Aguiar moderna e renovada, uma interrogação ficou-nos no ar: onde estão as suas gentes?

 

De Vila Pouca, num domingo à tarde, só vimos circulação automóvel, pouca, particularmente de um ou outro taxi.

 

É esta a sina do nosso interior transmontano!...

Pág. 2/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

StatCounter


View My Stats

rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar
blog-logo

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

A espreitar

online