Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

andanhos

18
Mai12

Pelos Caminhos de Santiago - Na Galiza (Via da Prata 3.1.6)

andanhos

 

 

I.- À guisa de conclusão

 

Para um tema que se queria tratar com uma certa leveza, acabou por dar numa enorme reportagem. Em certo sentido, sem querer, deixei implícito que dava mais valor a um dos locais do Caminho – Ourense – em detrimento do Caminho em si.

 

Porventura a crítica é acertada. Deixei-me levar pela memória e pelas emoções.

 

Ourense evoca-me, antropologicamente falando, o “outro” que, no fundo, se trata do mesmo.

 

Ourense me fascina: pelo trato fino e cordialidade das suas gentes. Cria-me, na verdade, “chispa”.

 

Com aquelas gentes, no período mais activo da minha vida, aprendi muito. E criei também amizades, que ficaram para toda a vida.

 

Estou sempre pronto a ir a Ourense. Gosto de quem gosta do que é. Mesmo que tenha defeitos. Porque é com eles que se vive, e que também se aprende.

 

Quando me desloco aquela terra, levo sempre presente um projecto de acção. Procuro conhecer mais… e mais.

 

Tenho agora dois projectos em mente para, num próximo futuro, realizar. O primeiro, é fazer o roteiro da novela de Blanco Amor – A Esmorga;

 

 

o segundo, inteirar-me, com os meus amigos, qual foi, ou está sendo, o resultado do projecto “Ourense, Urbis – Aventura Urbana”, o qual se pode consultar no sítio http://digital.csic.es/bitstream/10261/31984/1/03R83IF01ver4-Ourense.pdf.

 

Tratou-se de uma ideia interessante que leva a que todos, desde os mais pequenos aos “maiores”, se motivem pela sua cidade, em particular pela sua história. Que a melhor conheçam para melhor poderem ser úteis na dinâmica da sua evolução. Porque todos devemos ser “Sábios” e pertencer ao “Conselho dos Sábios”. Não só para ajudar qualquer autarca na sua tarefa de gestão dos destinos de um concelho. Outrossim para, efectivamente, gerirmos, conjuntamente, a coisa pública da cidade, que é de todos nós, na qual vivemos como em nossa casa, para que a possamos, da melhor forma, a legar a nossos filhos e netos.

 

 É sempre com enorme prazer que me sento à mesa do “Café Latino”, em amena cavaqueira (mesmo que o café não seja tão bom como o nosso) com os meus amigos e falar do que se passa naquela cidade.

 

 

Mas, por agora, tenho de ficar por aqui. Outros temas e outras terras estão à minha espera para serem tratadas. E, porventura, são também tão dignas, como esta tão vetusta e simpática cidade.

 

Despeço-me dela, como nos despedimos das localidades que atravessamos ao longo do Caminho, deixando aqui um até breve!

 

O Guia Everest "Ourense - Vive e Descubre", aponta, nas suas páginas finais, quatro excursões a realizar pelos arredores de Ourense, a saber:

* a Allariz;

* a Celanova;

* a Ribadavia (capital do vinho "O Ribeiro") e

* ao Mosteiro de Oseira.

 

Vamos deixar as três primeiras para outra ocasião, assim como a rota do românico, na Ribeira Sacra, e, no próximo post, vamos falar do Mosteiro de Oseira que, como dissemos, se encontra na rota do nosso Caminho "Via da Prata".

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Com autorizaçao de quem é que escreveu este post?

  • Pedro Neves

    Bom dia António,reparámos, aqui na equipa, que esg...

  • maiordesessenta

    Passear por aqui proporciona sempre momentos de ap...

  • Viagens no tempo

    Bom dia António,Ficou óptimo!Um abraço e Bom Ano,B...

  • Anónimo

    Olá, Mena,Ainda bem.Bj.

A espreitar

online

rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
blog-logo