Sábado, 10 de Fevereiro de 2018

Memórias de um andarilho por terras da Gallaecia:- "Andaina" «Ruta do Foxo do Lobo e da Cova das Choias»

 

 

MEMÓRIAS DE UM ANDARILHO POR TERRAS DA GALLAECIA

 

“ANDAINA” «RUTA DO FOXO DO LOBO E DA COVA DAS CHOIAS»

 

- 04.fevereiro.2018 –

01.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (91)

 

“Entre Parada, Pedroso, As Ventas e O Navallo,
nas proximidades do Invernadeiro,
ergue-se um monte coberto pela Natureza
de urzes e de fragas
e pelas Tradição de tesouros e encantamentos”

Don Anxel Romero Cerdeiriña, 1926,
Notas para um estudo da Urdiñeira,
citado por Comezamos

 

 

Como sabem os nossos(as) leitores(as), gostamos de caminhar. Embora a idade vá pesando, não nos deixando fazer as caminhadas que antes fazíamos, contudo, uma vez por outra, quando podemos, com a mochila à costas e máquina fotográfica em punho, lá vamos nós percorrendo, essencialmente, um ou outro rincão da nossa querida Gallaecia.

 

Não somos adeptos das grandes “juntanças”. Apreciamos mais a companhia discreta de um ou outro amigo e familiar que, possuindo o mesmo ritmo e tendo os mesmos gostos, apreciem a contemplação pura da mãe natureza e o gosto pela fotografia.

 

No passado dia 4 do corrente, o nosso amigo Pablo Serrano dirige-nos um convite para, no concello de Riós, no sudeste da província de Ourense, e integrado na fronteiriça comarca de Verín, levarmos a cabo a “Andaina” «Ruta do Foxo do Lobo e da Cova das Choias», organizada pelo Club Sendeiristas de Monterrei.

 

Falando de fojos de lobos e de covas, nossa curiosidade ficou espicaçada.

 

Entusiasmámo-nos.

 

E fomos.

 

Ao chegarmos a Pedroso,

02.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (1)

 que agora também lhe chamam Pedrosa, pertencente à paróquia de Trasestrada (Santo Estevo-Riós), deixámos a viatura no cimo da aldeia e, a pé, percorremo-la,

03.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (6)

observando um

04.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (12)

ou outro aspeto do seu casario,

05.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (16)

e dirigimo-nos ao edifício do Centro Social de Pedroso/a «A Nosa Casa», início e fim da nossa caminhada.

 

No logradouro daquele Centro Social fomos encontrar cerca de 50 caminheiros. E demo-nos conta que, muitos deles, eram também portugueses (ou, como costumamos dizer, galegos do sul).

 

No meio das escadas que dão acesso ao piso superior do edifício do Centro Social,

06.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (22)

Montse Dieguez Gonzalez e Luis Manuel Parada Barbadaes, dois dos organizadores da “Andaina”, e dirigentes do Club Sendeiristas de Monterrei, prestaram informações e deram as devidas advertências quanto ao percurso. Pela forma como falavam, davam a ideia que tinha sido um projeto bem preparado, como, afinal, ao longo do percurso, o confirmámos.

 

Montse teve a amabilidade de nos ofertar bibliografia que abordava a história do lugar por onde decorria a nossa caminhada.

 

Foi com base naquela literatura, e noutra, entretanto pesquisada, que aqui, embora sucintamente, vamos falar um pouco sobre a história deste lugar.

 

Quem gostar de aprofundar mais os seus conhecimentos sobre este lugar, e a sua história, pode consultar os seguintes sítios da internet:

* O proxecto Urdiñeira

* Comezamos

* Casa das Grallas - Serra da Urdiñeira

* Concello de Riós

 

Mal começámos a caminhada, o pelotão começou a desmembrar-se.

07.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (24)

 Os jovens, mais afoitos, e amigos de dar ao pé, deixaram os mais velhos e “pesados” para trás.

 

Ficou, assim, o pelotão desmembrado.

 

Foi o que aconteceu a nós e ao amigo Pablo. No caminhar, interessa-nos mais o observar a natureza e captá-la através da objetiva.

08.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (25)

 A páginas tantas, o amigo Luis volta para trás e, tal carro vassoura, foi-nos acompanhando.

09.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (37)

O trilho começou a subir mais. E, na subida, aprece-nos a neve, caída de noite, mas já gelada.

10.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (35)

Chagados ao cimo da Urdiñeira, deparámos com o Foxo do Lobo, que os vizinhos do lugar recuperaram.

11.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (47)

Bonita recuperação esta, acompanhada de um cenário a condizer.

12.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (48)

(Perspetiva I)

13.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (59)

(Perspetiva II)

14.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (63)

(Perspetiva III)

O lugar é espetacular, com vistas, ao longe, para o Invernadeiro

15.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (50)

e, no fundo, a aldeia de Parada da Serra, onde, nas suas proximidades, nasce o rio Mente.

16.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (56)

Visto em pormenor este Foxo do Lobo, infletimos à direita, em direção à Cova das Choias ou Casa das Grallas.

 

Entretanto fizemos uma pequena pausa para «avituallamiento»/provisionamento ou reforço do nosso pequeno almoço.

17.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (65)

E, aqui, assistimos, a momentos não só de bom convívio, mas, para alguns, de verdadeira ternura.

18.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (68)

Como no início deste post dizíamos, citando Don Anxel Romero Cerdeiriña, a nossa caminhada decorreu na serra da Urdiñeira, nas proximidades do Invernadeiro, onde se ergue um “monte coberto pela Natureza de urzes e de fragas e pela Tradição de tesouros e encantamentos”.

 

Não encontrámos as urzes floridas, que tanto embelezam a natureza na primavera, mas urzes e pinheirinhos cobertos de neve.

19.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (75)

E fragas bastantes. De um modo especial uma – a Cova das Choias ou Casa das Grallas. Cova, porque o seu interior é verdadeiramente uma cova. Das Choias ou Casa das Grallas, porque se trata de um verdadeiro abrigo para estas aves.

 

Mas, quanto a este lugar, vamos dar a palavra a Adela Leiro:
Nos cumes da serra da Urdiñeira, a cavalo da raia que delimita os concelhos de A Gudiña e Riós, encontra-se uma paisagem singular, uma parede vertical de quartzitos e xistos, materiais de dureza e consistência diferente, sobre os quais os séculos de erosão deram lugar a curiosas formas e algumas cavidades entre as quais se destaca pela sua estrutura e situação a conhecida como Cova das Choias ou Casa das Grallas, uma cavidade que se abre sobre vários arcos virados a leste, donde podemos gozar de formosos panoramas”. Casa das Grallas – Serra da Urdiñeira.

20.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (77)

Em 1921 (ou 1926?), ao pé da Cova das Choias, foi encontrado um tesouro, constituído por duas braceletes de ouro e um disco de bronze. Um tesouro enterrado com mais de três mil anos, da Idade do Bronze.

 

As braceletes de ouro estão no Museu de Lugo;

21.- Brazaletes da Urdiñeira. Museo de Lugo. Foto B. Armbruster

(Foto de B. Armbruster)

o disco de bronze, no Museu de Ourense.

 

Diz-se que nesta zona (serra da Urdiñeira), e nas suas diferentes covas, viveram os mouros. Que, na Fraga, há um caminho subterrâneo que vai até ao castro de Pedroso/a, entre muitas outras estórias…

 

Quanto a esta serra e a este lugar, estamos com a arqueóloga Beatriz Comendador quando nos diz:
O tesouro da Urdiñeira ainda aqui se encontra no lugar onde foi encontrado. É um tesouro composto pela paisagem e os lugares vinculados à memória das gentes (…)”. Comezamos.

 

A organização encarregou-se de providenciar uma escada

22.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (84)

para descermos até à Casa das Grallas, observá-la e disfrutar do seu panorama.

23.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (89)

 (Perspetiva I)

24.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (97)

(Perspetiva II)

25.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (109)

 (Perspetiva III)

Paisagem verdadeiramente espetacular.

26.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (111)

De encher as vistas.

27.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (113)

Quer por dentro; quer fora.

28.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (118)

Verdadeiramente este foi o ponto alto da nossa caminhada. Que se recomenda vivamente.

 

Depois de todos aqueles que quiseram descer e observar o local terem subido, há que retirar a escada

29.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (128)

e fazer o caminho de volta até Pedroso/a.

30.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (130)

Agora o percurso era mais fácil. Com sol e quase sempre a descer.

 

Ao longo do percurso de volta ainda nos apercebemos da presença, por estas paragens, do lobo: os seus excrementos deixados no caminho

31.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (147)

e uma pegada.

32.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (149)

Esta é uma zona bem florestada. Com os pinheiros “Balsain”, de Segóvia, avermelhados, dizia-nos Pablo Serrano. Da família daqueles que foram utilizados para construírem as caravelas que levaram os povos da Ibéria à conquista do Novo Mundo, com as Descobertas.

33.- 2018.- Andaina Ruta Cova das Choias y Foxo do Lobo (158)

Foi um fim de percurso descontraído, embora um pouco cansado, dado a ferrugem já tomar conta das nossas “rodillas”.

 

Mas o cozido que, no edifício do Centro Social, comemos, compensou o esforço.

 

De acordo com a nossa app S Health, percorremos a distância de 14k, 910 m, em 4 horas e 6 minutos.

34.- Andaina

 O desnível do percurso é o que abaixo se apresentado, tendo sido ultrapassada a altitude de mais de mil metros.

35.- Andaina

Apresenta-se o diaporama da nossa "Andaina":

 

«RUTA DO FOXO DO LOBO E DA COVA DAS CHOIAS»

Parabéns às amigas/os do Club de Sendeiristas de Monterrei, nas pessoas de Montse, Lucas e Luis, por este momento de convívio e por nos ter propiciado este novo contacto com a natureza comum, da nossa mãe Gallaecia.


publicado por andanhos às 13:21
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Memórias de um andarilho ...

. Reino Maravilhoso - Barro...

. Versejando com imagem - S...

. Por terras da Gallaecia -...

. Ao Acaso - Caminhar...

. Palavras Soltas... Maria ...

. Versejando com imagem - F...

. Versejando com imagem - F...

. Palavras Soltas... O mund...

. Reino Maravilhoso - Douro...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.A espreitar

online

.links

.StatCounter


View My Stats
blog-logo