Segunda-feira, 11 de Novembro de 2013

Gallaecia - Pelos Caminhos de Santiago na Galiza:- Caminho do Norte - 3ª etapa


 

 


CAMINHO DO NORTE DE SANTIAGO NA GALIZA

 

18 de Dezembro de 2007:- 3ª etapa - Gontán (Abadín) - Vilalba (20,9 Km)

 

 

 


 

ARREDA MARUXA

 

Se é que ves que non te vexo,

é que non che quero ver,

¡ mal raio che parta, pelexo,

que adoezo por teu querer !

En mala hora te coñecín

en aquela romaría,

dende a hora en que te vin

ronda en min a tolería.

Laiabas polos meus amores,

como cadela doente,

e, hoxe teño os favores

dunha nena moi decente.

Xa non te quero ver diante

que me escachas meu querer;

non me séas tan liante

e deixa xa de remoer.

Arreda, que te hei magoar

os fuciños de mal criada;

¡ Maruxa, vas ter que levar

os bicos dunha fornada !

 

Antonio Puertas

 

  

 

1.- TRAÇADO DO PERCURSO


 

 

 

2.- PERFIL DO PERCURSO



 

 

3.- PELA TERRA CHÃ

 

Ultrapassado o desnível que separa a costa lucense da meseta interior, o Caminho do Norte entra na designada Terra Chã, uma carismática comarca ao norte da província de Lugo, a mais extensa de toda a Galiza.

 

A partir de Abadín, o Caminho segue pela Terra Chã através das paróquias de Castromaior e Goiriz, no município de Vilalba. Primero chega a Ponterroxal, cruza o río Arnela, alcança Castromaior e passa pela ponte medieval medieval de Pontevella, logo a seguir à aldeia de Martiñan. Depois de se passar pelos lugares A Mámoa e O Outeiro, entra-se em Goiriz.

 

O Caminho de Goiriz, segue até As Chouzas e entra em Vilalba, coração da Terra Chã, célebre pela sua gastronomia, em particular o «queso de San Simón» e os famosos «capones».

 

A Terra Chã caracteriza-se por uma paisagem plana, de pastagens, salpicada por alguns outeiros e lagunas onde apascentam um sem número de vacas. A Terra Chã tem uma intensa atividade agropecuária que ajuda a conservar as tradições mais genuínas da vida rural galega.

 


4.- DESCRIÇÃO SUCINTA DA ETAPA (DESTAQUES)

 

4.1.- Abadín

 

Tomado o pequeno-almoço, em menos de meio quilómetro, saindo do albergue de Gontán, estamos em Abadín, depois de passarmos a capela

 


e a ponte sobre o rio Labrada.

 


Aqui cruzámos a estrada nacional N-634, passámos pelas instalações dos correios, pelo edifício do Ayuntamiento

 


e, seguindo a estrada, fomos ter á Igreja de Santa Maria, do século XII, românica, restaurada no século XVI,

 


com um cruzeiro à sua frente.

 


4.2.- Martiñán e Ponte Vella

 

Depois de passarmos pelas aldeias de O Francês e Castromaior, entramos em Martiñan. É uma povoação maior que Gontán e Abadín. Contudo, aqui, foi sempre a andar, não parámos.

 

Logo a seguir aparece-nos Ponte Vella.

 


Esta linda ponte de granito fazia parte do antigo caminho real que ia de Mondoñedo a Vilalba.

 

Tem três arcos e, tal como na antiguidade, é o meio para os modernos caminhantes e peregrinos ultrapassarem o rio Batán.

 

Um pouco mais à frente, no cruzamento de Belote, aparece-nos um cruzeiro antigo de granito.

 

4.3.- Goiriz ou Santiago de Goiriz

 

Nesta localidade, sede de paróquia, há a destacar a Igreja de Santiago

 


 com o seu campanário e o seu campanário e a capela de São Roque.

 

(Perspetiva da Igreja de Santiagode Goiriz)

 

(Campanário da Igreja de Santiago de Goiriz)


Anexo a ela, está situado um dos melhores exemplares de cemitérios neogóticos, com cruzes clássicas e celtas, da Terra Chã, com os seus pináculos de filigrana,

 


formando um conjunto quase fantasmagórico, sobretudo nos dias de nevoeiro.

 

4.4.- Vilalba

 

É, positivamente, a última grande cidade do Caminho do Norte. Um grande centro de comércio e de serviços que serve toda a planura que é a Terra Chã. Terra natal de Fraga Iribarne, político espanhol e Presidente da Xunta da Galicia durante vários anos. Faleceu o ano passado.

 

Nesta cidade, para além do seu centro urbano, destacamos três elementos:

 

  • A Torre dos Andrade,

 


 do século XV, a única que se conservou e que integrava aquilo que foi o antigo castelo dos senhores feudais, da família dos Castros, do século XI. A eleição do lugar para a sua construção baseou-se no valor estratégico da sua localização, já que aqui confluíam o Caminho do Norte de Santiago e o antigo Caminho Real de Betanzos e A Coruña. No século XV os «Irmandiños» atacaram o Castelo do senhor de Vilalba, Nuno Freire de Andrade O Mao, destruindo-o. O edifício foi reconstruído pelos Reis Católicos que concederam o condado de Vilalba a Diego de Andrade. Anos mais tarde volta à família dos Castros pelo casamento de Teresa de Andrade, neta de Diego de Andrade, com Fernando Ruiz de Castro Osório, da Casa de Lemos. Em 1960 foi habilitado para Parador Nacional ou, como se diz em Portugal, em Pousada.


  • Igreja de Santa Maria.

 


Situada perto da Torre dos Andrade e bem no centro urbano. É um templo do século XIX.


  • Museu de Pré-História e Arqueologia.

 


 Não o visitámos. Mas merece bem uma visita.


  • Feira do dia 21 de Dezembro.

 

(Exposição e venda do famoso queijo de «San Simón» entre outros típicos da zona dos Picos da Europa)


Neste dia tem lugar uma feira onde se expõem e vendem toda a espécie de aves, criadas com muito mimo, para fazer as delicias das pessoas na Noite de Consoada.

 


5.- APRECIAÇÃO FINAL

 

A orografia desta etapa é suave. Por isso, foi relativamente fácil e sem grandes complicações. Anda-se por uma cota muito próxima dos 500 metros de altitude, entre prados, bonitas aldeias e formosas «corredoiras» pejadas por um manto vegetal de bosques autóctones, sobretudo no início do percurso, entre Abadín e Goiriz, no qual a rota moderna para Santiago de Compostela coincide com o velho caminho real de Mondoñedo a Abadín e Vilalba.

 

No final esperava-nos um excelente albergue em Vilalba.

 

(Albergue de Vilalba)


(Mito(k) junto à placa sinalizadora do albergue)

 

Deixo agora, para visionamento do(a) leitor(a), um singelo diaporama desta etapa.

 

[Nota:- Para ouvir o diaporama, aconselha-se a tirar o som ao rádio, no canto superior esquerdo do blogue].

 


publicado por andanhos às 06:33
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
18
19
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Reino Maravilhoso - Barro...

. Versejando com imagem - S...

. Por terras da Gallaecia -...

. Ao Acaso - Caminhar...

. Palavras Soltas... Maria ...

. Versejando com imagem - F...

. Versejando com imagem - F...

. Palavras Soltas... O mund...

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Versejando com imagem - A...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.A espreitar

online

.links

.StatCounter


View My Stats
blog-logo